segunda-feira, 31 de março de 2014

Raízes do Brasil, de Sérgio Buarque de Holanda

Uma das verdadeiras obras fundadoras da moderna historiografia e ciências sociais brasileiras, Raízes do Brasil é um clássico que dispensa apresentações.

Sérgio Buarque de Holanda se propõe a investigar, como exposto no título, as raízes sócioculturais fundadoras do Brasil, isto é, o que faz com que nosso “jeitinho” seja facilmente reconhecido como característica eminentemente brasileira.

Nossa incapacidade de separar vida pública e vida privada, valorizando mais aspectos afetivos que meritórios, continuam trazendo consequências, principalmente, nas relações de trabalho, em que o nepotismo é prática constante e histórica.

Essa característica juntamente com outras constroem a imagem do “homem cordial”, o qual não pressupõe bondade, mas somente o predomínio de comportamentos de aparência afetiva. Não seria o espelho de nossa sociedade?

Tanto pelo seu método de análise quanto pela erudição e desenvoltura da escrita, Raízes do Brasil, publicado pela primeira vez em 1936, se mantém atual e influenciando gerações de historiadores. Todas essas qualidades fizeram deste livro, nos dizeres de Antonio Candido, “um clássico de nascença”.

Livro: Raízes do Brasil
Autor: Sérgio Buarque de Holanda
Editora: Companhia das Letras,
Edição: 26ª edição
Ano:  2007

(Resenha originalmente publicada em 14 de junho de 2008)

Nenhum comentário:

Postar um comentário